Terça, 16 de Julho de 2024
83 98747 9281
Polícia Pâmala é intimada

Pâmela Bório vai responder por cinco crimes após Moraes acatar nova denúncia

Pâmela Bório vai responder por cinco crimes após Moraes acatar nova denúncia

26/06/2024 00h18
Por: Gilberto Martins Fonte: tvsabugi
Pâmela Bório vai responder por cinco crimes após Moraes acatar nova denúncia

O ministro Alexandre de Moraes acatou uma denúncia contra a ex-primeira dama da Paraíba, Pâmela Bório, pela participação nos atos golpistas de 8 de janeiro de 2023.

Ela foi denunciada pela Procuradoria-Geral da República (PRG) ao Supremo Tribunal Federal (STF) e deve responder por cinco crimes, como associação criminosa armada, tentativa de abolição do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, dano contra patrimônio da União e deterioração de patrimônio tombado.

Assis autopeças

A defesa de Pâmela tem 15 dias para oferecer resposta prévia a denúncia. O responsável pela denúncia foi o procurador Paulo Gonet.

Para quem não sabe, Pâmela esteve presente nos atos de 8 de janeiro de 2023, realizados em Brasília, contra o patrimônio da União. Após as imagens viralizarem, Pâmela chegou a excluir o seus perfis nas redes sociais.

pm são josé

Em sua defesa jurídica, o seu advogado, Hélio Garcia Ortiz, argumentou que ela: “estava de férias na época e aproveitou que estava em Brasília para divulgar vídeos nas redes sociais“.

Justiça proíbe postagens de Pâmela Bório nas redes sociais – Tá na Área

Pâmala Bório, ex-miss Bahia e ex-primeira Dama da Paraíba

O que significa a denúncia

Uma denúncia é uma acusação formal de crimes feita pelo Ministério Público na Justiça. Ou seja, é um pedido de abertura de processo penal que, se iniciado, poderá levar à condenação ou absolvição dos envolvidos.

almeida e vasconcelos

O pedido passa por uma análise inicial. O Supremo Tribunal Federal deverá decidir se a solicitação de abertura de ação penal será recebida.

Pelas regras internas do STF, antes desta análise, o relator do caso, ministro Alexandre de Moraes, deverá mandar notificar e abrir prazo para que a defesa da acusada apresente sua resposta no prazo de 15 dias.

Encerrado o prazo, o relator deve liberar o caso para análise colegiada, que pode ser feita na Primeira Turma (da qual o ministro Alexandre de Moraes faz parte) ou no plenário.

Analise

Se o Supremo receber a denúncia, o processo penal é aberto. Se entender que o pedido não atende aos requisitos previstos na lei penal, a denúncia será rejeitada. Desta primeira decisão, cabe recurso.

Agência Brasil/tvsabugi