Sexta, 28 de Janeiro de 2022 17:05
Dólar comercial R$ 5,39 -0.364%
Euro R$ 6,01 -0.34%
Peso Argentino R$ 0,05 -0.369%
Bitcoin R$ 212.988,67 +4.242%
Bovespa 111.497,44 pontos -0.99%
Economia Proposta

Governador sugere incorporação ‘paulatina’ da Bolsa Desempenho para policiais inativos da Paraíba

Governador sugere incorporação ‘paulatina’ da Bolsa Desempenho para policiais inativos da Paraíba

04/01/2022 18h17 Atualizada há 3 semanas
23.070
Por: Gilberto Martins Fonte: tvsabugi
Governador sugere incorporação ‘paulatina’ da Bolsa Desempenho para policiais inativos da Paraíba

O governador João Azevêdo (Cidadania) sinalizou nesta segunda-feira (3) que vai propor uma incorporação ‘paulatina’ da Bolsa Desempenho para os policiais e bombeiros militares inativos da Paraíba. A sugestão, segundo antecipou em seu programa oficial na rádio, será colocada à mesa amanhã (4), num reunião agenda para acontecer com representantes das categorias no Palácio da Redenção.

João Azevêdo disse que sua equipe reconhece que a solução definitiva é incorporação da bolsa, mas que o governo não tem condições financeiras de assumir um compromisso para todos de uma só vez. O governador não detalhou qual impacto a medida pode gerar nos gastos públicos.

“Vamos discutir isso de forma muito direta, colocando números na mesa para que a gente possa encontrar soluções para problemas que não foram criados por esse governo””, declarou João.

O governador se referia a gestão do ex-governador Ricardo Coutinho (PT), que criou a bolsa para os profissionais da ativa. Na prática, a medida acaba reduzindo a renda dos policiais ao entrarem na reserva porque não é contabilizado no cálculo da aposentadoria.

Em setembro de 2017, a Justiça estadual da Paraíba decidiu que os inativos teriam direito à bolsa desempenho. Em junho de 2018, Ricardo editou uma Medida Provisória para conceder o benefício, o que nunca foi efetivado. Em março do ano passado, o Instituto de Previdência do Estado da Paraíba (PBPrev) foi condenado a pagar multa mensal de R$ 1 milhão por não aplicar a medida.

Secom - PB