Terça, 07 de Dezembro de 2021 18:15
Dólar comercial R$ 5,63 -1.041%
Euro R$ 6,34 -1.197%
Peso Argentino R$ 0,06 -1.105%
Bitcoin R$ 299.936,88 +2.194%
Bovespa 107.536,7 pontos +0.63%
Economia Leite

Governador garante renovação até o mês de dezembro do subsídio aos produtores e usinas de beneficiamento de leite na Paraíba

Governador garante renovação até o mês de dezembro do subsídio aos produtores e usinas de beneficiamento de leite na Paraíba

09/11/2021 00h02
8.580
Por: Gilberto Martins Fonte: tvsabugi
Governador garante renovação até o mês de dezembro do subsídio aos produtores e usinas de beneficiamento de leite na Paraíba

O governador João Azevêdo garantiu a renovação do subsídio estadual destinado aos produtores e usinas de beneficiamento de leite, que fornecem ao Governo do Estado, por meio do Programa de Aquisição de Alimentos – modalidade leite (PAA-Leite), até o mês de dezembro. O estado vai investir cerca de R$ 5 milhões na contrapartida do Programa. 

Durante o Conversa com o Governador, João Azevêdo lembrou que o Programa de Aquisição de Alimentos já existe há um bom tempo, mas por não ser reajustado o valor por parte do Governo Federal, estava se tornando inviável para os produtores de leite da Paraíba. 

Durante o anúncio, feito durante o programa Conversa com o Governador, da rádio Tabajara, nesta segunda-feira (8), o gestor autorizou o acréscimo de 25 centavos por cada litro de leite de vaca e 20 centavos a mais no valor do leite de cabra, aos pequenos produtores. 

Segundo ele, essa iniciativa é para que o valor viabilizasse e desse continuidade ao programa. "Fizemos isso até outubro, já que havia a expectativa de renovar os novos valores pelo Governo Federal, mas isso não ocorreu. Apenas fizeram prorrogar e prometer um reajuste depois de dezembro”, disse.  

O Programa contempla mais de 1.300 produtores em 73 municípios paraibanos, garantindo alimento para 29 mil famílias que são beneficiadas com leite do PAA-Leite. O PAA-Leite é um programa executado por meio de um convênio com o Governo Federal e hoje conta com recursos que giram em torno dos R$ 24 milhões, dos quais cerca de 5 milhões são próprios do Estado, que os repassa a título de contrapartida financeira. 

Desde 2020, os Estados produtores aguardam novo convênio, que possibilite uma ampliação do programa, bem como a atualização dos preços pagos pela União.

Secom-PB