Terça, 07 de Dezembro de 2021 19:20
Saúde Saúde

Assembleia aprova projetos em defesa da saúde mental e dos direitos da pessoa idosa

Assembleia aprova projetos em defesa da saúde mental e dos direitos da pessoa idosa

10/11/2021 20h15
9.505
Por: Gilberto Martins Fonte: tvsabugi
Assembleia aprova projetos em defesa da saúde mental e dos direitos da pessoa idosa

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou, por unanimidade, na sessão desta quarta-feira (09), o projeto de Lei 960/2019, de autoria da deputada Pollyana Dutra, que cria a Semana Estadual de Combate e Conscientização à Síndrome de Burnout, que tem como objetivo promover debates e eventos, a fim de estimular a conscientização, prevenção, controle e orientação.
 
Pollyanna Dutra explicou que a Síndrome de Burnout é o estado de exaustão prolongada e diminuição do interesse, sobretudo, em relação ao trabalho.


 
“Essa síndrome é uma realidade do século. Na pandemia, as pessoas levaram o trabalho pra casa e este foi adicionado às tarefas do lar e suas preocupações. Nós, mulheres, estamos passando por este problema, porque além do trabalho, nós acrescentamos as tarefas da casa, num terceiro expediente. Então, as mulheres se sentem esgotadas por esse de trabalho, desencadeando um desequilíbrio na saúde mental”, alertou a deputada.
 
“Ainda há muito preconceito com relação a qualquer problema de saúde mental. Só quem passa por doenças como a Síndrome de Burnout, Depressão, Transtorno Bipolar, entre outros, é que sabe como é. É extremamente importante que esta Casa possa ter essa conscientização para poder auxiliar as pessoas que atravessam esses momentos”, argumentou o deputado Anderson Monteiro.
 
DEFESA DOS DIREITOS DOS IDOSOS
 
Os deputados aprovaram, também por unanimidade, a Campanha Junho Violeta, com o propósito de conscientizar a população sobre a violência contra a pessoa idosa. 
De autoria do deputado Wallber Virgolino, o PL 2.402/2021 apresenta como diretrizes da campanha o desenvolvimento de ações para conscientizar a população de que a violência e o abandono de pessoas idosas é crime, criando meios para informar como as pessoas podem denunciar esse tipo de crime; além de incentivar doações e apoio a organizações da sociedade civil que cuidam de pessoas idosas.

Agência ALPB